Arquivo

Posts Tagged ‘música da semana’

Música da Semana: A Medida do Meu Coração

Convidada a gravar uma faixa no CD “Outro Rio” de Ricardo Silveira, Maria Rita gravou “A Medida do Meu Coração”. A música é de Ricardo e de Pedro Luis. Confira:

Dizer que não foi bom pra mim
Fingir que não aconteceu
Querer que o tempo volte atrás
Por ti ou por qualquer razão
São coisas que jamais farei
Não cabem na medida do meu coração

Um dia o sol esclareceu
Que a vida é mais que essa paixão
Sorri ao tempo, me falou
Seu amanhã já começou
Eu visto as notas da canção
Com versos na medida do meu coração

Saudade, é claro, todo mundo sente
Não pode é ser maior do que a gente é
Tinjo a imensidão
Com tintas na medida do meu caro coração

Voltar para o mesmo lugar
É impossível, irreal
Viver é qual o correr de um rio
Jamais retorna
Achei o que é melhor pra mim
E o tempo já me deu seu sim
E meu samba-canção
Revela a medida do meu coração

Música da Semana (Especial): Nos bastidores do Baile

Essa semana a múisca de hoje vem comum extra também, os bastidores do “Baile do Simonal”, com a Maria Rita cantando “Que Maravilha!” Clique aqui para conferir ao clipe original, e abaixo, você confere os bastidores:

| Veja também: MR fala do figurino usado no show e da canção

Composição: Jorge Ben e Toquinho

Lá fora está chovendo,
mas assim mesmo eu vou correndo
só pra ver o meu amor
Ela vem toda de branco,
toda molhada e despenteada
Que maravilha, que coisa linda
que é o meu amor

Lá fora está chovendo,
mas assim mesmo eu vou correndo
só pra ver o meu amor
Ela vem toda de branco,
toda molhada e despenteada
Que maravilha, que coisa linda
que é o meu amor

Por entre bancários,
automóveis, ruas e avenidas
Milhões de buzinas tocando sem cessar
Ela vem toda de branco,
muito meiga e muito tímida
Com a chuva molhando o seu corpo,
que eu vou abraçar
E a gente no meio da rua, do mundo,
no meio da chuva
a girar (que maravilha!)

Música da Semana: Menininha do Portão

15 de maio de 2011 2 comentários

Quem aí não ADORA Menininha do Portão? Pois é, essa música linda do Nonato Buzar e do Paulinho Tapajós ganhou um arranjo especial em um ensaio em estúdio exclusivo da cantora Maria Rita, em 2006. Quem quiser, pode ouvir a versão original (2003) da cantora aqui também. Confira!

Menininha sai do portão
Vem também brincar
Vem pra roda
Me dê a mão
Traz o seu olhar
Vou girando na roda
Vou cantando à sua espera
Quem me dera um dia
Ter seus olhos
Cor da primavera
Todo o dia no seu portão
Vejo o seu olhar
Bate forte meu coração
Mas não sei contar
E eu pego a viola
Faço um verso feito um trovador
Quem sabe, então
Você me dê…
Me dê o seu amor

Música da Semana: Coração Leviano

9 de maio de 2011 1 comentário

Essa versão não é mais tão inedita, porque lançamos ela para download e alguém baixou e upou no YouTube. Mas aí está, para quem nunca ouviu, Maria Rita cantando “CORAÇÃO LEVIANO” em um ensaio em estúdio exclusivo, de 2006.

Composição : Paulinho da Viola

Trama em segredo teus planos
Parte sem dizer adeus
Nem lembra dos meus desenganos
Fere quem tudo perdeu

Ah coração leviano não sabe o que fez do meu
Ah coração leviano não sabe o que fez do meu (mas trama)
Este pobre navegante meu coração amante

Enfrentou a tempestade
No mar da paixão e da loucura
Fruto da minha aventura
Em busca da felicidade

Ah coração teu engano foi esperar por um bem
De um coração leviano que nunca será de ninguém

Música da Semana: Sina de Cigarra

Lançado pela ‘Biscoito Fino’, o CD Forró Prás Crianças, tem 14 faixas e apresenta a MPB de um jeito encantador para o público infantil.

< Saiba onde comprar

Composição : Jackson do Pandeiro / Delmiro Ramos

Ei, ei, ei
Nasci pra cantar, eu cantarei! (2x)

Nasci com uma sina de cigarra
Aonde eu chegar tem farra! (2x)

Ei, ei, ei
Nasci pra cantar, eu cantarei! (2x)

Vive o pedreiro do prumo
A abelha do sumo
O pescador do anzol
O campeão da taça
O camelô da praça
E eu canto forró!

Música da Semana: Santana

20 de fevereiro de 2011 Deixe um comentário

Veja também:Santana’ ao vivo no CitiBank Hall, 2010

A música da semana é a famosa ‘Santana’, que tem a composição de João Carlos e Junio Barreto, e é a segunda música do setlist do ‘novo show’ da cantora Maria Rita. A versão que você pode ouvir no vídeo acima, é de estúdio, gravada em 2005 na Toca do Bandido por Maria Rita, com participação de Lenine e Junio Barreto.  Em dezembro do mesmo ano da gravação, o site da revista bizz publicou num especial que a música foi gravada para o CD ‘Segundo’ mas acabou não entrando para o disco, e no mesmo site se podia ouvir a música. No mesmo ano, Gal Costa também gravou a música e lançou o CD ‘Hoje’ (ouça um trecho), esse possivelmente foi um dos motivos para a música não ter entrado no disco… Confira!

LETRA:
A santa de Santana chorou sangue
Chorou sangue,
Chorou sangue, era tinta vermelha
A nossa snata padroeira chorou sangue
Chorou sangue
Chorou sangue, era Deus e beleza,
Despego meu;
Quem girou a moenda partiu,
Na pressa o rosário quebrou,
Chorou, ah, chorou,
Louveira santa, desata o apuro
Leve etanto, sempre sido só
Tange solto, quebrado, quebrado
Claro Carmo, nossa sede, obá.
Medeira oca estende o apulso
Capela sertana, sementeiro
Lajedo molhado, pisado, pisado
Claro Carmo, nossa sede, obá, ô
Nossa sede, obá, ô
Nossa sede, obá

Música da Semana: O Ciúme

23 de janeiro de 2011 5 comentários

Aúdio capturado no programa ‘Couvert Artístico’ da JB FM.

Composição: Caetano Veloso

Dorme o sol à flor do Chico, meio-dia
Tudo esbarra embriagado de seu lume
Dorme ponte, Pernambuco, Rio, Bahia
Só vigia um ponto negro: o meu ciúme
O ciúme lançou sua flecha preta
E se viu ferido justo na garganta
Quem nem alegre nem triste nem poeta
Entre Petrolina e Juazeiro canta
Velho Chico vens de Minas
De onde o oculto do mistério se escondeu
Sei que o levas todo em ti, não me ensinas
E eu sou só, eu só, eu só, eu
Juazeiro, nem te lembras dessa tarde
Petrolina, nem chegaste a perceber
Mas, na voz que canta tudo ainda arde
Tudo é perda, tudo quer buscar, cadê
Tanta gente canta, tanta gente cala
Tantas almas esticadas no curtume
Sobre toda estrada, sobre toda sala
Paira, monstruosa, a sombra do ciúme