Arquivo

Posts Tagged ‘portugal’

RTP: Só Visto – Reportagem com Maria Rita

25 de julho de 2011 1 comentário

(Fonte: http://www.rtp.pt/sovisto)

O SHOW

“A voz é um instrumento musical sempre. A voz é mais um instrumento em cima do palco. Esse show tem um nascimento, um gestacional um pouco mais diferente que os outros. Foi depois do encerramento da turnê do ‘Samba Meu’, que foi em maio do ano passado (2010). Eu achei que fosse ficar de férias, brincar com o filho, plantar flores, alface… enfim, achei que eu ia ‘fazer uma dona de casa’, mas não consegui. Meu irmão fez uma aposta comigo, ele falou ‘eu te dou dois meses! Dois meses é o que você vai durar longe do palco’ e não chegou tanto. Não consegui nem isso.”

“É uma caixa preta, não tem cenário, os músicos de preto, eu de preto… é uma coisa muito ‘a música’, mesmo. São canções que há muito eu não cantava, tinha saudade de cantar e o show não tem nem nome! No Brasil é engraçado, porque os fãs perguntam o nome do show e eu respondo: Não tem. Esse show nasceu num palco pequenininho, não tinha intenção de que fosse a lugar algum.”

FORA DO BRASIL

“Cantar fora do Brasil é muito interessante, é muito forte, é uma situação onde eu saio completamente do lugar comum. E existem aspectos culturais de como cada cultura ouve a música.”

“Eu sinto uma coisa diferente quando venho para Portugal. Eu sinto realmente, de verdade. Foi aqui a primeira vez que senti meu filho mexendo, eu vim pra cá ainda gravidinha, quatro meses… enfim. Eu falo brincando que um dia eu vou ficar muito famosa, muito importante, muito rica e vou comprar um apartamento em Lisboa pra mim e vou passar as férias! (Risos)”

A MÚSICA, FAMA, GRAMMYS

“Foi um processo muito solitário. Sempre tive que a música é o nosso ‘ganha pão’. É divertimento da porta pra fora, é divertimento pra quem ta ouvindo. Enquanto cantora, enquanto artista a minha obrigação com a música não é o divertimento é o trabalho.”

“Parte do público da minha mãe se sentiu ofendida com o meu surgimento; porque há semelhanças, que são explicadas pela genética. Então vá conversar com um cientista, porque nem eu entendo, mas é um trabalho constante: o fato de eu ter esperado tanto tempo e ter amadurecido isso de uma forma tão fundamental para mim era aquilo que eu precisava fazer. O tempo que eu precisei ter comigo mesmo para não ser engolida pelas expectativas, pelas cobranças, pro ser filha de quem sou. Dessa história que não é minha. Faz parte da minha vida, mas não é minha. É dela.”

“A paixão me motiva cantar. O prazer de ver o brilho no olhar das pessoas e curiosamente como cada pessoa se relaciona com uma canção… Continuo sendo tímida, quando dá um nervoso, fecho os olhos, fecho as mãos, agarro o vestido! Mas acabei aprendendo a lidar, mas continuo um tanto atrapalhadinha… quase esquisita”

“Um prêmio é uma fotografia daquele momento. No momento é sensacional, é incrível. Choro, eu quase morro! E dali pra frente tudo pode acontecer… Pode ser uma viagem de egocentrismo. Uma coisa de ter ganhado seis Grammys tem que ser usado de forma inteligente. Tem um ditado no Brasil que diz: Quem vive de passado é museu!”

Portugal: Entrevista de Maria Rita para a TV

17 de julho de 2011 2 comentários

“Maria Rita actua esta segunda-feira na Casa da Música do Porto. A cantora brasileira promete levar ao palco os temas emblemáticos dos últimos 10 anos.”

(Fonte: SIC Notícias)

Confira a entrevista exclusiva da cantora Maria Rita em Portugal. Ela fala de seus shows, de outras apresentações em portugal em outros anos e também sobre a presidente brasileira Dilma Rousseff.

AGENDA PORTUGAL:

18 de julho | Sala Suggia| Porto |
Horário: 22h

20 de julho | Pq Marechal Carmona |
Horário: 22h

Maria Rita: Toda carreira numa noite só

(Fonte: Público)

Vão longe os tempos em que Maria Rita era apresentada como filha de Elis Regina. Em oito anos, a cantora afirmou-se com nome próprio na música brasileira e internacional, no palco e em três discos marcantes: Maria Rita (2003), Segundo (2005) e Samba Meu (2007), todos eles apresentados ao vivo em Portugal.

Os concertos que a trazem de volta integram-se numa digressão europeia que começou dia 9, na Suíça, no Festival de Montreux, passou por Paris e chega hoje ao palco da Casa da Música. É um concerto diferente, onde Maria Rita dá primazia ao papel da voz e à canção, revisitando os seus três discos na companhia de apenas três músicos: Thiago Costa (piano), Sylvinho Mazzucca (baixo acústico) e Cuca Teixeira (bateria). Além dos temas por ela gravados (nos seus discos ou em projectos alheios), haverá canções inéditas que podem vir a integrar o próximo disco. Depois do Porto, Maria Rita só dará mais um concerto em Portugal: dia 20, no CoolJazzFest de Cascais, com os Couple Coffee na primeira parte. Às 22h. Bilhetes a 35 euros.

Julho: Maria Rita se apresenta em Portugal

Maria Rita vai voltar a fazer show em Portugal no mês de julho. A cantora, que esgotou os ingressos para os dois dias de shows no Citibank Hall, em São Paulo, nos dias 27 e 28 de maio, e precisou marcar mais uma apresentação para o público paulista no dia 29, vai apresentar as canções de seus álbuns Maria Rita, Segundo e Samba Meu em Portugal.

Os shows estão agendados para o dia 18 de julho na Casa da Música, em Porto, e para o dia 20 de julho no Cascais Cool Jazz Fest, festival que se destaca dos demais festivais de verão em Portugal por durar todo o mês de julho, com uma mistura de soul, funk e jazz. Este ano, o Cool Jazz Festival contará também com as atuações dos músicos Jamie Cullum e Seal, além de outra cantora brasileira, Céu, autora de hits como Lenda, Cangote, entre outros.
O preço dos bilhetes varia entre 35 e 40 Euros, equivalente R$ 80, 00 e R$ 90, 00. Maria Rita já se apresentou em Portugal nos anos de 2009, 2010 e retorna em 2011.

Fonte: Quintal do Samba | Saiba mais: Agenda da MR

Maria Rita de volta a Portugal em julho

15 de maio de 2011 1 comentário

(Fonte: Portugal Digital/Redação | Foto:  Revista QUEM)

https://i2.wp.com/revistaquem.globo.com/Revista/Quem/foto/0,,40721766,00.jpg

Lisboa – A cantora brasileira Maria Rita actuará na Casa da Música, no Porto, a 18 de julho, e no Cascais Cool Jazz Fest, a 20 de julho. Em Cascais, Maria Rita actuará acompanhada de piano, baixo e bateria e interpretará temas dos seus três trabalhos “Samba Meu”, “Segundo” e “Maria Rita”.

O Cool Jazz Fest tem vindo a destacar-se dos demais festivais de verão por decorrer todo o mês de Julho numa mistura de soul, funk e jazz para ouvir em espaços históricos da cidadela de Cascais como o Parque Palmela, o Hipódromo Manuel Possolo e o Parque Marechal Carmona.

Este ano, o Cool Jazz Festival contará também com as actuações dos músicos Jamie Cullum e Seal, entre outros. O preço dos bilhetes varia entre os 35 e os 40 euros.