Arquivo

Posts Tagged ‘samba meu’

Terra: Maria Rita se apresentou no Sonora Live

29 de outubro de 2011 Deixe um comentário

Maria Rita foi a convidada do Sonora Live desta sexta-feira (28). Ela cantou seus maiores sucessos e bateu um papo descontraído com Lorena Calábria e fãs, que assistiram a sua apresentação no estúdio e internautas que enviaram suas perguntas pelo site ou Twitter.

Assista:

Entrevistas / Pergunta da fã Camila

Tá Perdoado / Maria do Socorro

Cara Valente

Coração a Batucar

Pra Matar Meu Coração

Encontros e Despedidas

Coração em Desalinho

Santana

Foto: Edson Lopes Jr./Terra

Dentre o repertório, Maria Rita apresentou músicas do álbum Samba Meu (2007), algumas mais antigas, como Cara Valente, de Marcelo Camelo e Encontro e Despedidas, de Milton Nascimento e a nova música de trabalho Coração Abatucá, composição de Davi Moraes e Para Matar meu Coração, ambas do novo CD Elo.

A cantora ficou em turnê com Samba Meu por dois anos e meio. Ao sentir que tinha que parar, Maria Rita afirmou que chorou muito. “Senti uma angustia enorme, não queria encerrar, mas teve a necessidade, até por exigência dos contratantes, que estavam em busca de algo novo. Mas foi bem difícil”, diz. “Rodamos o Brasil todo com a turnê, fizemos shows internacionais, inclusive no Japão. E graças ao Samba Meu, acabei indo a lugares que não conhecia”.

Quando aceitou a ideia de encerrar a turnê, Maria Rita decidiu tirar no mínimo seis meses de férias, mas não durou todo esse tempo: “não aguentei e resolvi fazer outros shows, menores, com outros tipos de músicas. Mas não fiquei parada”.

Maria Rita afirmou que foi a primeira intérprete de uma música de Marcelo Camelo. Cara Valente só não entrou no álbum do cantor por que já tinha Cara Estranho. “Então para não ficar repetido ‘o cara’, ganhei a música”, diz, relembrando também, orgulhosa, que foi a escolhida por Milton Nascimento para interpretar a canção Encontros e Despedidas.

Influências e carreira

https://i1.wp.com/p2.trrsf.com.br/image/fget/cf/619/464/img.terra.com.br/i/2011/10/28/2089076-0833-rec.JPG

Fotos: Portal Maria Rita / M Vitória DiBonesso (Ver galeria completa)

A filha de Elis Regina disse que suas influências musicais vêm desde a década de 1970, principalmente da música negra americana. Maria Rita citou Jackson Five, Michael Jackson e Stevie Wonder como três de seus inspiradores.

Lorena Calábria lembrou que durante esses dez anos de carreira da cantora, ela demonstra que perdeu a timidez e mudou o visual: “você abandonou a rasteirinha e agora sobiu no salto”, brincou.

Questionada pela apresentadora se tem vontade de compor, Maria Rita afirmou que não se sente preparada: “ainda não tenho essa vontade. É um desafio. Uma amiga me disse que tinha uma melodia pronta e me ofereceu colocar a letra, falei para ela desistir porque não estou pronta para compor. Mas é uma cobrança muito grande”.

Um internauta perguntou quais mudanças a cantora sentiu interiormente desde o início da carreira até hoje. Maria Rita respondeu que está mais madura: “aprendi a lidar com minha insegurança e me solto mais no palco. Antes só pensava em ter mais responsabilidade, me apresentar corretamente. Mas hoje me solto, me divirto. Passei a ver a emoção das pessoas em relação a minha música”, concluiu.

A cantora se prepara para realizar um show em homenagem a sua mãe, mas que o tributo só deve acontecer em 2013: “tenho que me preparar para isso acontecer, mas não como cantora, e sim como filha. É um assunto que mexe com as minhas emoções”.

Maria Rita encerrou sua participação no Sonora Live com a música Coração em Desalinho, tema da abertura da novela Insensato Coração.

Anúncios

RTP: Só Visto – Reportagem com Maria Rita

25 de julho de 2011 1 comentário

(Fonte: http://www.rtp.pt/sovisto)

O SHOW

“A voz é um instrumento musical sempre. A voz é mais um instrumento em cima do palco. Esse show tem um nascimento, um gestacional um pouco mais diferente que os outros. Foi depois do encerramento da turnê do ‘Samba Meu’, que foi em maio do ano passado (2010). Eu achei que fosse ficar de férias, brincar com o filho, plantar flores, alface… enfim, achei que eu ia ‘fazer uma dona de casa’, mas não consegui. Meu irmão fez uma aposta comigo, ele falou ‘eu te dou dois meses! Dois meses é o que você vai durar longe do palco’ e não chegou tanto. Não consegui nem isso.”

“É uma caixa preta, não tem cenário, os músicos de preto, eu de preto… é uma coisa muito ‘a música’, mesmo. São canções que há muito eu não cantava, tinha saudade de cantar e o show não tem nem nome! No Brasil é engraçado, porque os fãs perguntam o nome do show e eu respondo: Não tem. Esse show nasceu num palco pequenininho, não tinha intenção de que fosse a lugar algum.”

FORA DO BRASIL

“Cantar fora do Brasil é muito interessante, é muito forte, é uma situação onde eu saio completamente do lugar comum. E existem aspectos culturais de como cada cultura ouve a música.”

“Eu sinto uma coisa diferente quando venho para Portugal. Eu sinto realmente, de verdade. Foi aqui a primeira vez que senti meu filho mexendo, eu vim pra cá ainda gravidinha, quatro meses… enfim. Eu falo brincando que um dia eu vou ficar muito famosa, muito importante, muito rica e vou comprar um apartamento em Lisboa pra mim e vou passar as férias! (Risos)”

A MÚSICA, FAMA, GRAMMYS

“Foi um processo muito solitário. Sempre tive que a música é o nosso ‘ganha pão’. É divertimento da porta pra fora, é divertimento pra quem ta ouvindo. Enquanto cantora, enquanto artista a minha obrigação com a música não é o divertimento é o trabalho.”

“Parte do público da minha mãe se sentiu ofendida com o meu surgimento; porque há semelhanças, que são explicadas pela genética. Então vá conversar com um cientista, porque nem eu entendo, mas é um trabalho constante: o fato de eu ter esperado tanto tempo e ter amadurecido isso de uma forma tão fundamental para mim era aquilo que eu precisava fazer. O tempo que eu precisei ter comigo mesmo para não ser engolida pelas expectativas, pelas cobranças, pro ser filha de quem sou. Dessa história que não é minha. Faz parte da minha vida, mas não é minha. É dela.”

“A paixão me motiva cantar. O prazer de ver o brilho no olhar das pessoas e curiosamente como cada pessoa se relaciona com uma canção… Continuo sendo tímida, quando dá um nervoso, fecho os olhos, fecho as mãos, agarro o vestido! Mas acabei aprendendo a lidar, mas continuo um tanto atrapalhadinha… quase esquisita”

“Um prêmio é uma fotografia daquele momento. No momento é sensacional, é incrível. Choro, eu quase morro! E dali pra frente tudo pode acontecer… Pode ser uma viagem de egocentrismo. Uma coisa de ter ganhado seis Grammys tem que ser usado de forma inteligente. Tem um ditado no Brasil que diz: Quem vive de passado é museu!”

Vem chegando o carnaval…

3 de janeiro de 2011 1 comentário

Pra ir entrando no clima de carnaval, este é um post sobre o figurino da cantora Maria Rita na turnê (e no dvd, claro) SAMBA MEU, que foi encerrada ano passado. Nos agradecimentos do DVD SAMBA MEU a cantora cita Carmen Miranda (ninguém melhor pra representar o Carnaval, né?): “Agradecimentos: Ao Fause Haten (figurinista), que com sua amizade e paciência, entendeu a minha Carmen Miranda e o meu samba, e assim os traduziu genialmente, como sempre”. E você o que achou do figurino do Samba Meu? Comente.

Nota da equipe: Não deixe de seguir o fã-twitter (@frasescarmen) de frases da cantora Carmen Miranda, uma melhor que a outra!

Saga Mariation: é bom, bom!

Olá pessoal! Uma semana depois do show de encerramento do Samba Meu em São Paulo, resolvi criar este psot especial sobre a “Saga Mariaion” hahaha! Seguinte: Eu (@wesmariano) e a Paloma (@Palomatst) fizemos uma versão da música Rebolation para agitar a fila, afinal, chegamos extremamente cedo, e pra aguentar tanto tempo, tem que ter bagunça! haha. E Mariation tion agitou a fila durante horas, então fizemos uma promessa: Se a Maria Rita atender os fãs, vamos dançar Mariation pra ela! Dito e feito: A cantora rolou – literalmente – de rir ao ver a gente se jogando no Mariation. Não vai ficar fora dessa, né? Participe da nossa comunidade no Orkut, e veja os vídeos:

Reação da Maria Rita ao ver o Mariation:

Vídeo do Site Oficial:

Transcontinental FM sorteia ingressos para show em SP

A Rádio Transcontinental FM está sorteando ingressos para Pista / e Camarote para o show no CitiBank Hall dia 24/04, em Moema. Para participar, basta entrar no site ou ligar, e se inscrever! Vale lembrar, que você também pode pedir uma música da Maria Rita. Sintonize na transcontinental que há todo momento, passa a chamada do show e da promoção. PARTICIPE.

No site http://www.transcontinentalfm.com.br , ou ligue (011) 4791-8500 e não esqueça de pedir uma música da MR!

Não Deixe o Samba Meu Morrer

Dia 24/04 termina essa turnê tão incrível, cheia de luzes e recheada de Sambas maravilhosos, eternizados na voz da nossa cantora s2. E como falta muuito pouco, vamos abrir um espaço para os fãs mostrarem seu carinho pelo #SambaMeu. Mande seu vídeo, sua foto, sua música seja o que for via twitter para @PortalMR e paricipe você também! Pra começar, tem o meu próprio vídeo que mandei pro TVZÉ no Multishow, é uma paródia de “Num Corpo Só”, divirtam-se!

por @wesmariano

Papo exclusivo com Cesar Belieny

3 de fevereiro de 2010 2 comentários

Depois da nossa conversa com o cantor e compositor Rodrigo Bittencourt na matéria “Prefiro os nossos sambistas”, agora é a vez de conversarmos com um dos criadores de “Cria”.  Num papo exclusivo, ele nos revelou segredos, e contou o processo de criação da música e muito mais. Confira a entrevista de Ruan Oliveira!

Por Ruan Oliveira e Wesley Mesquita


Como foi o processo de composição de “Cria” ?

Fiz primeiro a poesia, quando minha filha Julie ainda era bebê. Encontrei o meu parceiro Serginho Meriti, pra compor uma canção, e comentei sobre essa poesia ( Julie já estava com 7 anos) daí começamos o processo de melodia na letra, que o Serginho também pôs versos relevantes. E nasceu a “Cria”!!

Como a musica chegou até a Maria Rita ?

Por incrível que pareça, não fizemos de encomenda pra MR…Serginho Meriti estava em contato com o Leandro Sapucay(Produtor do cd), pois já tinha outras canções mandadas por ele. Me chamando pra compor alguma pra ela. Na mesma hora falei com ele vamos mandar “Cria”(sabia que de certa forma a MR teria uma ótica pessoal da canção por conta do Antonio seu filho…Fiz um arranjo e mandei, depois recebi um telefonema do Leandro se poderia falar o apelido do Antonio(“Pitoco”) na música. Claro que sim!!

“Pitoco foi ganhando espaço…”

Você sabe que a musica virou hino de muita gente ?

Muito bom saber disso…Lembro de estar compondo com a preocupação de não citar o nome, nem sexo da criança, para que tivesse realmente essa capacidade de ser absorvida por quem quer que se enquadrasse na história.

É interessante a dimensão das coisas tomam, e gratificante saber que posso contribuir com minha canção, na expressão de amor dos pais para com seus filhos.

A letra da canção foi feita pensando ou dedicando á alguém ?

Como disse antes foi pra filha Julie.

Quais os próximos projetos do Eletrosamba ?


Vamos lançar o 2º álbum em 2010, produzido pelo Marcelo Yuka. 100% autoral ( o1º álbum tinham muito mais regravações), tem a participação super especial do Gilberto Gil, e do Rapper Xis.

Estamos finalizando capa, e em pouco tempo estará disponível pra galera…

Sou suspeito pra falar, mas o álbum está maravilhoso!!

Beijão,

Obrigado pelo Carinho!!

César Belieny