Archive

Posts Tagged ‘setembro 2011’

Dia de Maria!

9 de setembro de 2014 Deixe um comentário

Capa_site

Mais uma vez, aqui estamos! Hoje é o Dia Mundial de Maria Rita e a gente convida a todos os bacanudos a cantarem parabéns pra nossa maior e melhor cantora, em alto e bom tom!

Cantora querida. Obrigado por estar presente em nossas vidas, todos os dias! Que esse ano novo seja repleto de muita alegria, brilho, luz, e verdade, como tem sido – e sempre foi – tudo aquilo que você fez pra gente todos esses anos. Você nos dá um orgulho insano. Nos inspira. Nos alimenta. E realimenta, com toda sua dedicação e entrega. SAP: Você é foda!

Que esse singelo coro bacanudo, represente os bocas cantantes de todo o mundo que te ama. Feliz aniversário, Emiérre!

(Opção B – Vimeo)
http://vimeo.com/103670795

NOTA: E o site oficial falou da gente! Confira!

portal maria rita

“Elo” tem produção de Maria Rita

7 de setembro de 2011 5 comentários

(Fonte: Revista Época)

O novo CD de Maria Rita, Elo, que chega às lojas no final de setembro, vai trazer, entre músicas inéditas, regravações de grandes compositores brasileiros, como “Menino do Rio” (Caetano Veloso), que foi sucesso na voz de Baby Consuelo (atualmente, do Brasil), no começo da década de 80. “A história de Lilly Braun”, de Chico Buarque e Edu Lobo, que vez ou outra aparecia no repertório dos shows da cantora, também foi registrada nesse novo trabalho.

Maria Rita – que é a produtora do CD- ainda escolheu “Nem um dia”, de Djavan, e “Só de você”, de Rita Lee. As duas músicas já vinham sendo cantadas por Maria Rita em um “show sem nome”, que cumpria turnê desde metade de 2010. Há também “A outra”, canção de Marcelo Camelo lançada pelo grupo Los Hermanos em 2003.

De inéditas, Maria Rita lança “Pra matar meu coração” (Pedro Baby/Daniel Jobim), um samba mais cool que foi escolhido para ser o primeiro single do CD. De Davi Moraes – apontado como seu novo namorado – a cantora escolheu “Coração a batucar”, ela apresentou no programa Som e Areia, comandado por Davi no canal Multishow.

“Perfeitamente” (Fred Martins e Francisco Bosco) e “Conceição dos Coqueiros” (Lula Queiroga, Lulu Oliveira e Alexandre Bicudo) também soarão como novas, apesar de já estarem no “show sem nome”. Para finalizar, “Santana” (Junio Barreto e João Carlos Araújo), já gravada por Gal Costa, e “Coração em Desalinho” (Mauro Diniz e Ratinho), gravada anteriormente para a novela Insensato Coração, da TV Globo.

Elo é o quarto CD de Maria Rita. Seu trabalho de estreia, Maria Rita, produzido por Tom Capone, foi lançado em 2003 e resultou em sucessos como “Cara valente”, “A festa”, “Encontros e despedidas” e “Pagu”. Em 2005, com produção de Lenine, a cantora lançou Segundo, com músicas de Marcelo Carmelo, Moska e Rodrigo Maranhão. Samba meu, de 2007, foi dedicado ao samba. A turnê desse disco durou cerca de três anos. Maria Rita também acumula participações em trabalhos de Milton Nascimento, Gilberto Gil, Ed Motta, O Rappa e Fabiana Cozza.

Elo: Não acreditou, não me ligou e foi sambar…

25 de agosto de 2011 1 comentário

PRA MATAR MEU CORAÇÃO (Composição: Pedro Baby e Daniel Jobim)

Olha quem chegou pra matar meu coração
E quem não imaginou sair do chão
Que hipnotizou, me lançou o seu olhar…
Fez tudo pra matar meu coração
Não acreditou, não me ligou e foi sambar…

Diga espelho meu
Porque que eu não sei sambar?
Diga espelho meu
Porque que eu não sei sambar?

Curta a música no Terra!

Disco “Elo” de Maria Rita tem primeiro single: Pra Matar Meu Coração

25 de agosto de 2011 1 comentário
Elo é o título do quarto álbum de Maria Rita. Nas lojas em setembro de 2011, via Warner Music, Elo vai ser promovido de início com a música Pra Matar meu Coração. Samba cool composto por Pedro Baby e Daniel Jobim, a faixa Pra Matar meu Coração vai entrar em rotação nas rádios a partir da próxima terça-feira, 30 de agosto, mas já está disponível para audição no portal Sonoras. Gravado durante dez dias do mês de julho no estúdio Toca do Bandido, no Rio de Janeiro (RJ), Elo tem repertório baseado no roteiro do show que Maria Rita estreou em 21 de junho de 2010 na casa Tom Jazz, em São Paulo (SP), antes de percorrer o Brasil e o exterior. O álbum inclui músicas como Santana – o tema de Junio Barreto que a cantora pensou em gravar no álbum Segundo (2005), mas que acabou sendo lançado naquele mesmo ano de 2005 por Gal Costa no disco Hoje – e Conceição dos Coqueiros (Lula Queiroga).